terça-feira, 30 de julho de 2013

Esta música e estas danças




Esta música que me alimenta o bichinho do tango..


segunda-feira, 29 de julho de 2013

Do Livro do Desassosego...

"A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar."

Fernando Pessoa

O desassossego...

A minha cabeça está um desassossego...
Segunda feira : - noite muito mal dormida;
                       - dores de cabeça horrorosas;
                       - coração sobressaltado;
                       - muito pouca vontade de estar aqui;
                       - insegurança e pessimismo on top!
                       
Espero que seja mesmo uma fase e não uma recaída....


Levanta a cabeça princesa se não a coroa cai...

Quem me dera ser pequenina outra vez...


segunda-feira, 22 de julho de 2013

Goodreads

Hoje descobri uma coisa fantástica que se chama goodreads! O goodreads e uma espécie de rede social para viciados na leitura. Criamos a nossa pagina, colocamos os livros que já lemos, os que estamos a ler e os que queremos muito ler.... Ao mesmo tempo podemos fazer a nossa avaliação para cada um deles. Temos a possibilidade de consultar as listagens feitas pelos nossos amigos, amigos esses que podemos sincronizar com o facebook ou com o gmail, por exemplo.
Só sei que estou viciada e estou a adorar!!!!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A arte da amizade

Hoje a Martine queixava-se das pessoas que a rodeiam não a compreenderem e por vezes, exigirem demasiado dela, mesmo as que se dizem as grandes amigas. Gostaria de não a compreender, mas infelizmente compreendo. Há mudanças que ocorrem nas nossas vidas que nos mudam e que muitas vezes não são compreendidas pelas pessoas que nos rodeiam. No meu caso, lembro-me de duas situações que me mudaram para sempre, a primeira foi a morte da minha avó, sempre foi uma segunda mãe para mim, andavamos sempre "picadas" uma com a outra, mas sabíamos que lá no fundo esse "picanço" era amor. A minha avó faleceu há cerca de 8 anos, nada previa que isto acontecesse, apesar dos seus 90 anos, era uma pessoa rija e sempre bem disposta, mas infelizmente um AVC levou-a. Eu não estava presente e as últimas imagens que guardo, é as de ela estar deitada no chão da sala dos meus pais com a camisa toda rasgada e com os médicos do INEM a tentarem reanimá-la. Apesar de terem sido bem sucedidos e de a terem transportado com vida para o hospital, o seu coração não resistiu. Nesse dia parte da minha felicidade morreu! Revoltei-me contra tudo, não aceitava que esta situação tivesse acontecido, assim, do nada. Não sou mais a pessoa que ia para as festas e andava aos pulos. Não sou mais a divertida do grupo. Até as minhas amigas que me conhecem há muitos anos me dizem " Parece que a tua felicidade desapareceu!", e com toda a razão, mas também não sei como dar a volta a tudo isto.
O segundo acontecimento foi o meu casamento e posterior divórcio. Quando nos apaixonamos, parecemos umas parvinhas, aceitamos tudo e mais alguma coisa e foi assim que eu vivi durante 4 anos, vivi para agradar a outra pessoa e esqueci-me de mim. Suportei gritos, suportei insultos, mas sempre com a esperança que ele mudasse... e casei!
Nada mudou! Os gritos continuaram, os insultos também, as discussões eram constantes, eu basicamente era a criada da casa. Passava dias e dias sem me dirigir a palavra, tudo o que eu fazia estava mal feito, tudo o que eu dizia era errado, eu lavava, limpava e cozinhava e foi assim durante mais 4 anos...
Até que um dia dei o grito de libertação e os 8 anos que tinha partilhado com aquela pessoa foram colocados para trás das costas e decidi seguir a minha vida. Continuo a achar piada quando as pessoas me vêm dizer "Ele até parecia boa pessoa!" As aparências iludem e ainda hoje tenho pavor a discussões, tremo quando alguém fala mais alto e uma coisa que eu gosto muito é de, volta e meia me isolar de tudo e de todos, ficar no meu canto, chorar quando me apetece chorar e rir, quando me apetece rir.
Não e fácil voltar a ter uma alegria estonteante depois de tudo isto, ainda por cima porque estas duas situações ocorreram uma a seguir a outra. Há muitos traumas para serem ultrapassados, ainda tremo quando ouço alguém a discutir mais calorosamente, só tenho pena e que as pessoas não percebam que estas situações não se ultrapassam de um dia para o o outro, e necessário o luto, mas com jeitinho hei-de vencer. Felizmente encontrei alguém que me ama verdadeiramente e acima de tudo me compreende e apoia nesta minha luta. Apesar de infelizmente estar longe neste momento, sei que esta sempre lá para me ouvir e para me confortar o coração. Um amor assim só se encontra uma vez e eu encontrei o meu. <3

quarta-feira, 17 de julho de 2013

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Gostava tantooooo de ter um esquilo!


A boneca papoila


Tenho Tanto Sentimento

Tenho tanto sentimento
Que é frequente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

terça-feira, 9 de julho de 2013

Sextaaaaaaaa!!!! Where are you????

Hoje estou naqueles dias em que não me apetece fazer nadaaaaaa! Não me apetece trabalhar, não me apetece estar na empresa, não me apetece ir a um funeral (mas tenho de ir), não me apetece ter calor, não me apetece comer...Só me apetece ir para casa, deitar-me no sofá e ficar na sorna!!!
É do calor? É...
É preguiça? É...
É cansaço? É...

Work

Com o Baltazar...

Eu e a cozinha...

Ontem apeteceu-me cozinhar algo mais sofisticado e voilá, Rolo de Perú recheado com fiambre e queijo, inspirado nesta receita da Joana...

Da actualidade!

Achei muitooooo giro!

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Castelo de Mouros...Sintra












Café Saudade....Sintra....
















Da incompetência à irresponsabilidade...

Aiiiiiiii que raio de semana!
Estou possessa com a minha gerente de conta bancária, haja incompetência!!!! 3 Meses para retirar um nome de uma conta? Vende-me um produto que tinha duas ofertas, das quais eu podia apenas escolher uma, escolho uma e ela manda vir a outra???????
E os políticos???? Oh meu Deus os políticos, como se costuma dizer na gíria popular "Cada tiro cada melro", não o país não estava bem, a austeridade era estranguladora, mas, e agora? Teremos nós mais algum governante capaz de encabeçar esta mula de 7 cabeças? E o resto? Vamos voltar à estaca zero? Se calhar estava na altura dos srs. políticos olharem mais para o país e menos para o seu próprio umbigo, que deve estar cheio de cotão! Para aquilo que ganham e para as regalias que têm, bem que podiam ser mais responsáveis, bem que podiam pensar nas consequências dos seus actos, que eu acredito que sejam pura garotice...

Assim está o nosso país...