sexta-feira, 30 de março de 2012

quinta-feira, 29 de março de 2012

quarta-feira, 28 de março de 2012

E Hoje foi dia...

E hoje foi dia de divórcio... Quando nos casamos achamos que vai ser para toda a vida, que tudo vai ser um mar de rosas e que os passarinhos vão andar sempre a cantar! É mentira! Nem tudo é um mar de rosas, nem todas as pessoas se entendem e muitas vezes, no meu caso ao final de 8 anos, as pessoas divorciam-se! A monotonia do casamento afastou-nos, deixámos de conseguir conviver um com o outro, deixámos de ter assunto de conversa e acho que neste momento quase que nem nos conseguimos ver. Aliás foram as advogadas que nos divorciaram através de uma procuração, sim é possível, eu também não sabia. E pronto, 8 anos e 4 dias depois de me ter casado, divorcio-me! Neste momento sinto uma mistura de sentimentos, mas o que se destaca mais é sobretudo a desilusão. Desiludida com ele por não me ter "agarrado" e desiludida comigo por ter tido um casamento "falhado". Perda de tempo? Não me parece! As pessoas aprendem com os seus erros e toda a gente tem o direito de falhar... E a vida é assim, cheia de altos e baixos!
A desilusão é um sentimento muito triste!

terça-feira, 27 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012

Pai

Ontem foi dia do pai, atarantada como ando nem tempo tive para falar sobre isso. Sempre fui a menina do papá, o centro das atenções e o centro da protecção. Não fosse eu filha única! Sempre aceitou todas as minhas decisões, mesmo sabendo que a minha mãe grande parte das vezes era contra. Quando achei que daria uma boa actriz, foi comigo aos castings, quando achei que daria uma boa patinadora artística, arranjou-me a folha de inscrição no Beira Mar, sempre me apoiou, mesmo agora nesta fase menos boa, que é o divórcio, me tem apoiado imenso. Quando dizem que mãe há só uma, eu também digo, pai também há só um e é tão bom quando os temos junto a nós.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Assim meia pró danada!

Está um belo dia de sol, apesar de ser segunda feira e de estar cheia de sono, por ter estado até à 1 da manhã a fazer tartes para os pais! Mas pronto, até acordei bem dispostinha e tal, até consegui fazer tudo o que queria fazer antes de vir trabalhar... Mas há sempre aquele colega que nos põe de trombas o resto do dia!!! A sério, eu até tento ser compreensiva, manter-me calma, mas no meio de tanta ignorância, estupidez e falta de respeito, não há quem aguente!!!! Este senhor consegue despertas a serial killer que há dentro de mim...É que a sorte dele é só falar comigo por telefone, mas não se livra das pragas e dos insultos.